Comunicação à distância: como garantir que o trabalho remoto funcione da melhor forma para sua organização | Thomas.co
Submitted by William Beaumo… on Thu, 14/07/2022 - 14:10

A década passada viu um rápido aumento na adoção de práticas de trabalho remotas em todo o mundo. Essas novas formas de trabalhar variam desde o aumento do número de pessoas que trabalham como freelancers até aquelas que se envolvem com aspectos da gig economy ou adotam padrões de trabalho flexíveis por meio de seus empregadores atuais.

Por exemplo, O Escritório Nacional de Estatísticas do Reino Unido (ONS) previu em 2019 que 50% da força de trabalho do Reino Unido terá adotado o trabalho remoto em alguma capacidade até 2020 [1], com a Forbes prevendo a mesma tendência para os EUA [2]. Essa tendência estava sendo impulsionada principalmente pela interação de fatores, incluindo a mudança de atitudes em relação ao trabalho remoto e o aumento da adoção (e qualidade) do software de rede.

À medida que o mundo responde ao desafio da pandemia de Coronavírus (COVID-19), fica claro para todos que esse será o maior fator de aceleração dessa tendência de trabalho remoto nos próximos meses. É amplamente esperado que a maioria das empresas em todo o mundo implemente novas políticas para apoiar os funcionários que trabalham em casa sempre que possível. Como resultado, as empresas terão que adaptar suas práticas, políticas e abordagens de engajamento de pessoas em um ritmo mais rápido do que o inicialmente previsto para fazer isso funcionar.

Os prós e contras do trabalho remoto 

Obviamente, o trabalho remoto foi visto como uma maneira de reduzir os custos de um espaço de escritório caro, além de garantir o acesso a um conjunto maior de talentos do que o limitado a uma região geográfica específica em que um escritório está localizado. Além disso, sabemos que quando os indivíduos têm flexibilidade para adotar práticas de trabalho remotas, eles geralmente se mostram mais produtivos, mais inovadores e experimentam maior bem-estar [3].

No entanto, embora muitos de seus funcionários considerem um período de trabalho remoto positivo, ou até mesmo como um benefício, é algo que também será visto com algum grau de apreensão por outros. Há quem aprecie o lado social de estar em um escritório - a interação, a brincadeira, a capacidade de trocar ideias e colaborar cara a cara [4].

Determinando os estilos de comunicação da sua equipe de trabalho remoto 

A compreensão dos estilos de comunicação de seu pessoal será fundamental para maximizar os benefícios apresentados pelo aumento das práticas de trabalho remoto. Faça da maneira certa e você vai engajar seus funcionários e ampliar seu banco de talentos. Entenda tudo errado e você pode isolar seu pessoal e desconectar seus melhores talentos de projetos importantes.

Também é importante visualizar os possíveis desafios que os funcionários podem enfrentar se tiverem dificuldades para focar - assim como alguns funcionários acham difícil se envolver com o trabalho quando localizados remotamente, outros serão incapazes de definir e manter limites entre o trabalho e a vida doméstica. A compreensão dos estilos de comunicação não apenas ajuda a manter esses funcionários envolvidos, mas também ajuda a evitar desgaste e estresse relacionado ao trabalho para aqueles que não conseguem focar.

Use o PPA Thomas para obter sucesso no trabalho remoto

Então, como você pode determinar rápido e facilmente o estilo de comunicação de alguém e como ele definirá o sucesso do trabalho remoto?

Se você deseja adotar uma abordagem científica, avaliações como a Análise de Perfil Pessoal (PPA)  fornecem uma visão do estilo de comunicação predominante de uma pessoa. Levando apenas 5 minutos para concluir, você pode aumentar rapidamente sua compreensão sobre a melhor forma de se comunicar com um membro de sua equipe, um colega ou até mesmo se virar contra si mesmo e explorar suas próprias preferências pessoais de comunicação.

O PPA mede as preferências de uma pessoa em torno de quatro estilos principais de comportamento e comunicação:

•    Dominância: preferem comunicação breve e direta e podem ser bastante assertivos
•    Influência: preferem comunicação verbal em ritmo acelerado e gostam de verbalizar suas ideias
•    Estabilidade: preferem ouvir e se comunicar ativamente quando já refletiram
•    Conformidade: preferem uma comunicação focada em fatos e detalhes

Observable comm styles - pt-br

Quando você identifica o estilo preferido de uma pessoa, pode explorar como o gerente pode modificar seu próprio estilo de comunicação para ter o melhor impacto:

How to modify comms styles pt-br

Sua organização pode aplicar esse conhecimento recém-descoberto dos estilos de comunicação aos desafios apresentados pelo aumento do trabalho remoto. Quando não estão cara a cara, qual é a melhor abordagem para os gerentes de equipes ao se comunicarem com indivíduos que podem estar a uma grande distância deles?

howe to communicate - pt-br

Trabalho remoto e a pandemia de coronavírus (COVID-19) 


Embora seu impacto total ainda não esteja claro, a pandemia de coronavírus (COVID-19) provavelmente será o desafio definitivo para as empresas em todo o mundo em 2020. No mínimo, as organizações terão que se adaptar ao trabalho remoto em um ritmo mais rápido do que antes.


Uma compreensão maior de como você, seus gerentes, colegas e equipes preferem se comunicar pode ajudar na transição para um maior grau de trabalho remoto do que a sua empresa atualmente pode suportar confortavelmente.

Você pode ter pessoas ao seu redor que se adaptarão ao trabalho remoto mais facilmente do que outros, mas a comunicação usando os métodos que eles preferem ajudará na transição e ajudará a manter o envolvimento durante esses momentos difíceis.


Referências:
1.    https://www.ons.gov.uk/
2.    https://www.forbes.com/sites/samantharadocchia/2018/07/31/50-of-the-us-workforce-will-soon-be-remote-heres-how-founders-can-manage-flexible-working-styles/#78b183815767
3.    https://www.apa.org/monitor/2019/10/cover-remote-work
4.    https://www.wework.com/ideas/worklife/benefits-of-working-remotely/